Área do cabeçalho
gov.br

Este sítio foi reprojetado para melhor atendê-lo. Acesse já pelo celular e veja mais essa novidade

Portal da UFC Acesso a informação da UFC Ouvidoria Conteúdo disponível em: Português

Universidade Federal do Ceará
Superintendência de Infraestrutura e Gestão Ambiental

Área do conteúdo

UFC avança nas ações de governança na busca de uma gestão moderna, transparente e participativa

Data de publicação: 18 de outubro de 2021. Categoria: Notícias

O tema da governança pública vem sendo muito debatido atualmente, mas, afinal, qual seu conceito? Governança pública é o “conjunto de mecanismos de liderança, estratégia e controle posto em prática para avaliar, direcionar e monitorar a gestão, com vistas à condução de políticas públicas e à prestação de serviços de interesse da sociedade”, como está no Decreto nº 9.203, de 2017.

 

Imagem: Em um notebook, servidor acessa informações sobre Governança no site Painéis UFC. (Foto: Ribamar Neto/ UFC informa)
Recurso de transparência finalista de prêmio de inovação no setor público, o site Painéis UFC já conta com os dados de governança atualizados. (Foto: Ribamar Neto/ UFC informa)

Na Universidade Federal do Ceará (UFC), a prática da boa governança tem avançado e os esforços feitos vêm sendo reconhecidos pelos órgãos de controle, notadamente o Tribunal de Contas da União (TCU) e a Controladoria-Geral da União (CGU), como assegura o titular da Secretaria de Governança (SECGOV) da UFC, Prof. Cláudio Marques. Ele afirma que está em curso “uma customização dos fatores de governança, integridade e gestão de risco pelas unidades”, tudo em consonância com o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2018-2022 da UFC. Um panorama da governança na Instituição foi apresentado pelo diretor da SECGOV em recente visita à Reitoria de comitiva do TCU, tendo à frente o ministro João Augusto Ribeiro Nardes, relator de auditoria sobre as universidades federaisque fez elogios à gestão.

Ao traçar um histórico do desenvolvimento da governança na UFC, o Prof. Cláudio Marques lembra que um passo inicial foi dado em 2003 com a criação da Auditoria Interna da UFC. A partir dessa medida, ele explica que foram adotados diversos mecanismos de controle interno por parte de pró-reitorias e secretarias até que, em 2017, foi criada a Secretaria de Governança da UFC e, em seguida, o Comitê de Governança da Instituição.

SEGURANÇA E EFICIÊNCIA – Para o diretor, com a SECGOV e consequentes ações articuladas com os diversos setores da Instituição, a UFC busca executar uma “gestão moderna, transparente e participativa”. Para tanto, foram instituídos, junto com a Política de Governança, o Plano de Gestão de Riscos e o Programa de Integridade, cujo respectivo Plano de Integridade já se encontra na segunda edição.

Entre os exemplos de processos trabalhados na gestão de riscos pela SECGOV nas unidades está a implementação de processos 100% digitais, incluindo os relativos ao Sistema de Seleção Unificada (SISU), “que demandaram à Universidade novas ferramentas de controle pela administração, pela Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) e pela Superintendência de Tecnologia da Informação (STI), tornando os processos seguros e eficientes“.

Ele destaca ainda os processos de “estabelecimento de parcerias externas; a criação de base de dados sobre pesquisa e pós-graduação; a mobilidade estudantil no exterior; e as bolsas e auxílios a estudantes”. Cláudio Marques acrescenta a esse rol “os processos de aquisição em geral, atos de aposentadoria e ações relativas ao acervo cultural e histórico”.

Em todos os processos é realizado o gerenciamento de riscos, como os riscos estratégicos (relacionados a eventos que poderão comprometer os objetivos estratégicos definidos no PDI da UFC), os organizacionais (que poderão comprometer os fluxos de trabalho da Universidade), os de integridade (relacionados a ações ou omissões que poderão favorecer a ocorrência de fraudes ou atos de corrupção), dentre outros.

A atual gestão segue firme, segundo ele, no propósito de alcançar os objetivos fixados no PDI e promover a transparência e prestação de contas. O Comitê de Governança, ressalta, passou a monitorar, trimestralmente, o andamento das ações do PDI, com o auxílio da plataforma digital Nosso PDI, desenvolvida pela Pró-Reitoria de Planejamento e Administração (PROPLAD).

Outra inovação é o projeto Painéis Estratégicos da UFC, também de iniciativa da PROPLAD. Além de auxiliar os gestores na tomada de decisões, a ferramenta é um poderoso canal de prestação de contas com a sociedade, fomentando princípios como publicidade, transparência e clareza das informações. Não por acaso, o projeto é finalista do 25º Concurso Inovação no Setor Público da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP).

Outro destaque informado pelo diretor é que a SECGOV está integrada aos Painéis Estratégicos da UFC, onde compartilha em tempo real os principais indicadores da área.  Por fim, o Prof. Cláudio Marques comentou que as diversas unidades da UFC participaram da edição 2021 do levantamento do Perfil Integrado de Governança Organizacional e Gestão Pública (iGG) e do levantamento no âmbito do Plano Nacional de Prevenção à Corrupção (e-Prevenção), ambas iniciativas do TCU. Através do diagnóstico dos referidos levantamentos, a SECGOV, em parceria com as unidades, está implementando ações de melhoria para fortalecer o ambiente de governança da UFC.

Imagem: Da esquerda para direita: Prof. Rodrigo Porto (PRPPG); Prof. Cláudio Marques (SECGOV); Prof. Rodrigo Rego (PROINTER); Profª Elizabeth Daher (PREX); Leonino Rocha (auditor da CGU-CE); Cláudio Sarian (auditor do TCU); Prof. Almir Bittencourt (PROPLAD); Augusto Nardes (ministro do TCU); Prof. Glauco Lobo (vice-reitor); Alessandro Fontenele (auditor do TCU-CE); Prof. Marcus Machado (PROGEP); Profª Geovana Cartaxo (PRAE); Profª Claudia Buhamra (UFC Informa); Telma Araújo (PROGEP) e Fernando Henrique Carvalho (Gabinete do Reitor). (Foto: Viktor Braga/UFC Informa)
Da esquerda para direita: Prof. Rodrigo Porto (PRPPG); Prof. Cláudio Marques (SECGOV); Prof. Rodrigo Rego (PROINTER); Profª Elizabeth Daher (PREX); Leonino Rocha (auditor da CGU-CE); Cláudio Sarian (auditor do TCU); Prof. Almir Bittencourt (PROPLAD); Augusto Nardes (ministro do TCU); Prof. Glauco Lobo (vice-reitor); Alessandro Fontenele (auditor do TCU-CE); Prof. Marcus Machado (PROGEP); Profª Geovana Cartaxo (PRAE); Profª Claudia Buhamra (UFC Informa); Telma Araújo (PROGEP) e Fernando Henrique Carvalho (Gabinete do Reitor). (Foto: Viktor Braga/UFC Informa)

REFERÊNCIA – Para o reitor da UFC, Prof. Cândido Albuquerque, a visita e os elogios do ministro do TCU Augusto Nardes à UFC teve muito significado. “Ele ficou encantado com o nível de governança, de transparência, de segurança no trato com o dinheiro público por parte da nossa Universidade. Ele mostrou que nossa Universidade é uma referência na área de governança e transparência“, enfatizou.

O reitor diz que se sente muito muito orgulhoso de fazer parte da equipe “porque não é todo dia que um ministro do Tribunal de Contas da União elogia uma autarquia como a Universidade Federal do Ceará pela qualidade da sua administração”.

O Prof. Cândido faz questão de parabenizar especialmente o pró-reitor de Planejamento e Administração, Prof. Almir Bittencourt, e sua equipe pela autoria de algumas iniciativas elogiadas, como a dos Painéis Estratégicos; e o Prof. Cláudio Marques, secretário de Governança, que vem desempenhando um elogiável papel frente à SECGOV. “A governança da UFC foi implantada de fato e está funcionando e tem atingido objetivos singulares. Isso impressionou muito o TCU. E é muito bom saber que nossas práticas administrativas, nossas práticas de gestão do dinheiro público, nossas práticas de governança, assegurando rigor e combatendo qualquer risco de fraude, e, acima de tudo, primando pela transparência são sinais de que nós estamos no caminho certo”.

Fonte: Portal da UFC

Acessar Ir para o topo